Home Catálogo Editora Na mídia Originais Lista de preços Escritório do editor Contato Compra de livros Escritório do editor Escritório do editor Fricções Siga a Ficções no Twitter
Ficções Editora
C A T Á L O G O

A Sereia

Edu Café

Contos

ISBN (PAPEL): 9788562226328
ISBN (E-BOOK): 9788562226335
Formato: 14 X 21 cm
Páginas: 108
Ano: 2016
Peso: 180 gr
Projeto gráfico: Alonso Alvarez
Ilustração da capa: Detalhe de “Rochefort’s Escape”, de Edouard Manet.

Capa

IMAGENS DA CAPA: FRENTE | 4° capa | ABERTA
SOBRE O AUTOR

Bookmark and Share




LEIA UM TRECHO





O perigo da Sereia é que ela é, a um só tempo, real e irreal. Eu me pergunto se ela é uma metáfora perfeita para o ser humano. Quanto conhecemos de real em uma pessoa? Quanto dela é mais nosso do que dela? Quando o seu canto-encanto é belo, o perigo se impõe com mais força. É possível ouvir além do seu fascínio? É possível ouvir o seu real? Talvez a Sereia não sobreviva aos seus segredos mais mundanos, ou, talvez, o mundo não tenha poder algum sobre ela. Aproximar-se da Sereia é um movimento permanente entre a terra e o mar.

SINOPSE



O PERIGO DA SEREIA É QUE ELA É, A UM SÓ TEMPO, REAL E IRREAL.


O livro de estreia do escritor Edu Café, A Sereia, publicado pela Ficções Editora, é, como sugere o sobrenome do autor, uma xícara de café numa manhã de inverno. Envolto pela porcelana de um estilo elegante e acurado, os textos trazem o impacto da cafeína sobre um corpo sonolento. Certos contos, como “Melanie” e “O brinde”, carregam a urgência de batimentos cardíacos acelerados, a verborragia, a alta velocidade dos desabafos. Outros, como “Basquete” e “Amor fati”, já pela temática, trazem o gosto acre de café puro e extraforte. Há aqueles, porém, que aceitam um ou dois tabletes de açúçar, como “Vou-me embora pro chifre da África” e “adagio”, sem que percam de vista a melancolia, que é peça fundamental na articulação de toda a obra.

Os textos têm também a sua versão expressa: “A prova” e “A despedida” não precisam de mais do que o terço de uma página para atingirem com força o paladar do leitor. Outros, como “Velas” e “A falência”, indicam, pela frequência da pontuação, que devem ser sorvidos em pequenos goles.

A prosa poética de A Sereia tem o refinamento de quem desfruta de um café no intervalo da ópera. São recorrentes as alusões à música erudita, ao cinema, à mitologia, como mostra, já pelo título, “Orfeu no rastro de Chronos”. Ao mesmo tempo, seus personagens e suas histórias evocam mais o café no copo lagoinha, que se toma no balcão do boteco, entre um cigarro e outro, curando a ressaca da noite passada em claro.

Com açúcar ou sem. Em grandes ou pequenas quantidades. Servido em porcelana chinesa ou copo de bar. Tanto faz. O importante é que os contos de A Sereia sejam saboreados por leitores de fino paladar, que possam, enfim, brindar ao café!

PREFÁCIO
Angélica Amâncio
Poeta e doutora em Literatura Comparada e Teoria da Literatura



A PROSA POÉTICA DE A SEREIA TEM O REFINAMENTO DE QUEM DESFRUTA DE UM CAFÉ NO INTERVALO DA ÓPERA.


Assumir a responsabilidade de apresentar um livro não é fácil. Há sempre o risco de exagerar nos elogios ou de carregar nas descrições teóricas sobre a escrita. Felizmente, encontrei um autor cuja arte fala por si, prescindindo, inclusive, destas linhas, o que é um sinal claro de que os riscos são poucos.

Edu Café é um escritor-carpinteiro, daqueles que trabalham a madeira até o verniz, conferindo substância e conteúdo ao texto. O que vocês lerão a seguir são peças esculpidas com capricho, bem montadas, bem concluídas.

Para a alegria dos leitores, este é um autor que não se encaixa em panelas. Um autor que não segue modismos. Um autor cuja sereia ganha os mares da melhor produção literária brasileira.

Felipe Pena
Romancista, professor da UFF e doutor em Literatura pela PUC-Rio, com pós-doutorado pela Sorbonne.






Edu Café é um buscador do Belo e do Sublime. Nasceu em Belo Horizonte, cidade que ama.
É aquariano de 1981.
Tem diversos textos, em prosa e verso, publicados em coletâneas.
A Sereia é seu primeiro livro.
Suas prosas reunidas foram escritas entre 2003 e 2013 e retrabalhadas para esta edição.


O AUTOR



PARA COMPRAR O LIVRO
A Sereia

Escolha uma opção abaixo.



VERSÃO PAPEL
PAGUOL / FICÇÕES EDITORA

Compra na editora + frete grátis + envio imediato! Clique no botão ao lado: rápido, fácil e seguro!














NAS MELHORES LIVRARIAS!
Ou encomende em qualquer livraria.
















EM BREVE!
VERSÃO DIGITAL (E-BOOK)




VOLTA SOBE
FICÇÕES - Porque a vida não basta